Mindfulness

Mindfulness

Respire. Perceba seu corpo. E esteja presente.

Em um mundo cada vez mais acelerado, com tantas informações ao mesmo tempo e estímulos, sejam visuais ou sonoros, é crescente o número de pessoas que têm dificuldade de se concentrar e manter a atenção voltada para uma atividade só, o que tem diminuído o rendimento e a qualidade nos afazeres cotidianos, do trabalho à vida pessoal.

Com a percepção desta insatisfação, pesquisadores e estudiosos do mundo ocidental têm se dedicado a desenvolver técnicas para ensinar o nosso cérebro a disciplinar os pensamentos e manter a atenção voltada à atividade a que estejamos nos dedicando no momento. E nada melhor do que beber da fonte de quem já o faz há milhares de anos, como a cultura budista com suas técnicas de meditação.

arte_Mindfulness

Na tradição espiritual budista, há referência ao caminho que conduz ao fim do sofrimento, e uma das formas de se percorrer este caminho é através de Samadhi, meditação ou concentração, que proporciona a disciplina necessária para se obter o controle sobre a própria mente, e assim, o fim do sofrimento.

A disciplina meditativa engloba três seções: o esforço correto (Samma Vayamo) para se melhorar; a atenção plena correta (Samma Sati) e a meditação correta (Samma Samadhi). A atenção plena designa estar atento ao momento presente e implica em suspender temporariamente todos os conceitos, imagens , juízos de valor, interpretações, comentários mentais e opiniões  conduzindo a mente a uma maior precisão, compreensão, equilíbrio e organização.

Neste contexto, a técnica meditativa de Mindfulness (atenção plena), vai fazer com que, através da integração mente-corpo, seja alcançado o reordenamento e a desaceleração do pensamento, para produzir, de forma mais duradoura, uma sensação de se estar mais presente e consciente naquilo em que se propôs fazer, e não estar com o pensamento distante nas tantas preocupações diárias. Desta forma, alcança-se autoconhecimento, maior satisfação na relação consigo e com o mundo ao redor, maior consciência corporal e maior capacidade de concentração para se obter melhor rendimento.

Estar confortável e perceber o contato do corpo com o solo ou assento da cadeira; prestar atenção aos sons e cheiros ao seu redor; deixar-se levar pelo ritmo, inicialmente profundo e lento da respiração, e, em seguida, respirar normalmente; permitir de forma gentil que os pensamentos venham e vão, sem tentar força-los ou proibi-los de surgirem; estar presente neste momento e consciente de seus objetivos em meditar, faz com que seja criado um ambiente mental mais tranquilo e ordenado, em que se deixe permanecer uma sensação de se ter mais espaço para o que realmente importa.

Como toda mudança no padrão de comportamento, é preciso disciplina e esforço, mas há vários cursos de meditação mindfulness disponíveis e até aplicativos de celular, como o Headspace, que podem auxiliar o iniciante a adentrar nesta jornada por uma melhor qualidade de pensamento e de vida. A Supere Psicologia estará sempre do seu lado.

André Aquino

Médico Psiquiatra

andredeaquino@gmail.com

www.superepsicologia.com.br

Williams, Mark; Penman, Danny. Atenção Plena – Mindfulness – Como Encontrar A Paz Em Um Mundo Frenético. Sextante, 2015.

Nova, Iago Souza Vila, and Gustavo Luiz de Abreu Pinheiro. “A DIREÇÃO DE ARTE NA CONCEPÇÃO DO APLICATIVO MÓVEL HEADSPACE.” Encontros Universitários da UFC 2.1: 2202.

Sem Comentários


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*