Saiba como lidar com o o Transtorno de Ansiedade Generalizada – TAG

TAG (Transtorno de Ansiedade Generalizada)

Transtorno de Ansiedade Generalizada
É a forma mais comum de ansiedade patológica. Nela a pessoa sente-se grande parte do tempo ansiosa. Com uma pressão antecipatória, uma tensão excessiva e desproporcional aos eventos do dia-a-dia. Pode haver sensação de respiração curta, tremores, taquicardias, insônia (dificuldade de desligar), irritabilidade, baixa tolerância, sensação de estar “a flor da pele”, etc. São sintomas que podem oscilar em intensidade durante o dia, mas são praticamente constantes em boa parte dos dias.

 

O TAG é um transtorno de ansiedade comum que envolve a preocupação, o nervosismo e a tensão crônicos. Pessoas com esse problema muitas vezes se preocupam com coisas normais, como trabalho, dinheiro e saúde, mas essas preocupações costumam ser mais intensas do que o necessário. Se você ou alguém próximo está sofrendo de TAG, existem muitos tratamentos eficazes que podem ser utlizados. Além do tratamento terapêutico e farmacológico, também existem algumas formas muito eficazes de lidar com a ansiedade em casa. Estas incluem desafiar suas preocupações, relaxar, aprender a se acalmar, aproximar-se de outras pessoas e mudar seu estilo de vida.

 

O tratamento cognitivo-comportamental tem como objetivo reduzir a ansiedade mediante técnicas que possibilitem auxiliar o paciente a identificar, avaliar, controlar e modificar seus pensamentos negativos relacionados à noção de perigo e a comportamentos associados. Costuma basear-se nos seguintes procedimentos:

  1. Psicoeducação
  2. Reestruturação cognitiva
  3. Ruptura dos padrões comportamentais
  4. Modulação emocional
  5. Exposição a preocupação

 

O tratamento cognitivo-comportamental possui um prognóstico favorável, com uma melhora significativa na qualidade de vida da pessoa, mas requer dedicação e empenho do cliente numa aliança colaborativa com o terapeuta.

 

Medidas para COMBATER a ANSIEDADE

– Atividades Físicas Regulares

– Alimentação balanceada (evitando estimulantes e álcool)

– Medidas contra o estresse (relaxamento)

– Terapia (psicoterapia cognitivo-comportamental)

– Medicamentos (para cortar a crise ou preveni-las)

 

Dica 1 – Desafie suas preocupações irracionais.

Para fazer isso, você precisa se desafiar também, junto de quaisquer pensamentos irracionais que tiver. Para fazer isso, faça a si mesmo algumas perguntas básicas, como as seguintes:

  • Posso fazer alguma coisa sobre isso?
  • É muito provável que esse problema aconteça?
  • O que aconteceria se o pior resultado possível ocorresse?
  • Posso lidar com o pior resultado possível?
  • Se algo ruim acontecer, o que isso significará para mim?
  • O que posso fazer para me preparar?

 

Dica 2 – Exercite-se regularmente.

Para obter o maior alívio possível da ansiedade, tente fazer 30 minutos de atividade aeróbica na maioria dos dias. Isso ajuda a aliviar o estresse e a tensão, além de estimular a energia física e mental.

 

A Supere Psicologia avalia e contribui na mudança de comportamento e ensinando recursos e habilidades para adaptar as condições. A Equipe da Supere Psicologia está a disposição e estima sua melhor qualidade de vida!

 

Alessandro Rocha
Psicoterapeuta Cognitivo Comportamental
Email: alessandro@superepsicologia.com.br

Sem Comentários


Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas HTML tags e atributos: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>

*